sábado, 9 de junho de 2007

a promessa im_possível


quando eu enlouquecer e tudo acontecer

ainda que tarde e que tropece

construiremos o puzzle com mil peças

uma a uma
até que escureça

e se encaixe a última peça
certa

Daniel Sant'Iago

18 comentários:

Anónimo disse...

O sonho de muitas vezes enlouquecer!
Beijo

Sarracenia purpurea disse...

Muito bonito, gostei do ritmo nos últimos versos:
"e se encaixe a última peça
certa"
Muito bom!
Beijos

Nelsinho disse...

Já enlouqueci,
Mas as peças não encaixam,
Ainda...

Abração

Anónimo disse...

*
é tudo possível - não foi promessa!

... e talvez a última peça não encaixe...

+um

LEE disse...

Dan

sinta minha música como sinto tuas palavras.

intensamente.

beijos

fuser

CN disse...

Não conhecia o blog.
Gostei muito.
Escreves sentido.
Beijo.

Maria P. disse...

Há sempre uma peça fora...

Bjos*

Alice e Vicente disse...

Danizito!
e se eu te convidasse para uma partida de xadrez ,alinhavas?

.
.


é que nunca tive muito jeito para puzzles

.


bêjes!

Ana Tejim disse...

Por mais que doa... acaba tudo por se acertar.... dê por onde der... seja como for!!

Anónimo disse...

Um puzzle que pode ser dificil de completar , mas não é de todo impossivel!
Beijito.

Luís disse...

E então ficará completo.

Unknown disse...

o'sanji
Que pesadelo!

sarracenia...
A busca incessante do ritmo...
É verdade!

nelsinho
Questão de tempo...
Um abraço!

princesa
Desde que o puzzle seja puzzle e não quebra-cabeças...

fuser
Sinto...

cn
Bem-vinda!
Chata, tu?
Nem pensar!

maria p.
Nem sempre...

gabriela...
Lamento. Mas, do "xadrez", só os saltos do "cavalo" e os passos do "peão"...
Para puzzles.. só a paciência!

tejina
Assim... também não!

secreta
Pois não... pois sim... pois nim!

luís
Se a peça for a certa...

Anónimo disse...

*
puzzle em construção!
... um pouco mais e...
veremos!

+ um

Unknown disse...

princesa
Peça a peça...

Poemas e Cotidiano disse...

Querido Daniel: Acho que no amor, mil pecas de puzzle sao colocadas com muita arte.
Beijos querido!
MARY

Unknown disse...

mary
Sim...
Tanta!

D. disse...

assusta-me falar da loucura e dos puzzles do cérebro, mas o teu poema fá-lo muito bem.
beijo

Unknown disse...

ddf
Mas... para recuperar dos sustos... nada como falar deles... da vida!