domingo, 5 de novembro de 2006

aos domingos - 5 de novembro


"liebesbrief" de mariola bogacki

paixões

Em teoria...
... ser-se-à mais feliz enquanto se criam paixões por saciar
do que após se saciarem as paixões que se reprimem.

Como se fosse preferível manter a fome a matá-la...


daniel

9 comentários:

O'Sanji disse...

A insustentável indecisão do ser!
Morrer devagar com fome ou morrer depressa saciado!

Beijo

mnemosyne disse...

Reprimir essa sede, essa fome...
não será morrer, mesmo que lentamente? Beijo

APC disse...

Por que nos fizeram seres de fantasia inesgotável numa realidade que é finita.
Bela carta, a da imagem! :-)

mfc disse...

Quando tudo é efémero, a duração mede-se apenas pelo tempo anterior!

al-jib disse...

"inscreveu.se no corpo de bombeiros voluntários . Queria apagar um fogo que ardia sem se ver. estava apaixonado"

- A.Mota

( porque o berbere anda a afinar as suas leituras diurnas ,atendendo ao facto que de noite todos os gatos são pardos ... deixo.te ,Dany ,com umas das máximas - apropriadíssima ao post - deste meu amigo jardineiro/filósofo )

vou.me ... e deixo um beijo

saltimbanco disse...

... no caso desta fome, fácil de entender. deois vem o vazio.

Abraço

Miudaaa disse...

dizia o poeta, que seja bom enquanto dure... uma paixão deve ser vivida intensamente e o hoje é e será sempre o hoje. o amanhã ninguem o conhece...
vivamos verdadeiras PAIXÕESSS!!!

daniel sant'iago disse...

Com fome... morria!
Até amanhã!


daniel sant'iago

Luís disse...

A eterna magia de ansiar pelo que não se tem.

O eterno desejo de partir quando já se tem o que se ansiou.