terça-feira, 21 de novembro de 2006

princesa de muitos mimos - IV


michael wertz

Não é ficção este relato do dia-a-dia da Kintudê.

Acredita!
A cadelinha foi, durante o ano lectivo,
uma princesa de vermelha trela e de muitos mimos.

Acredita!
Pela manhã, a rafeira era o centro das atenções de
toda a gente, pequena e grande, na importância ou
no tamanho. Daqui um olá. Dali uma festa.
E os latidos soltavam-se como pulos...

Acredita!
Só um menino tinha o dom de ser obedecido:
o tratador de serviço, por uma semana, portador
do relógio a sério, todo amarelo, lindo, único!

Acredita!
No ritual de uma lambidela no amarelo do relógio.
Solta a corrente, trela vermelha na mão,
a Kintudê seguia-o para a sala de aula.
Atada a trela à perna duma cadeira da última fila,
não consta, até hoje, uma queixa de mau comportamento.

Acredita!
Fui parteiro e explicador dum acto de parir...

Os meus olhos viram.
Eu acreditei.

daniel

13 comentários:

O'Sanji disse...

É isso, quantas vezes as crianças e os animais nos convencem a fazer aquilo que não acreditamos ser capazes. No teu caso, parteiro e explicador...
E foste capaz!
Beijo

post scriptum
Esses desenhos são fabulosos! Estavam à espera da Kintudê? ;-)

daniel sant'iago disse...

o'sanji
Tantas vezes! Tantas...!
Fui...
Outro.

PS: Há sempre amigos que nos segredam maravilhas... como estes desenhos!

Mnemosyne disse...

Eu ainda continuo a aprender ;) Um beijo

daniel sant'iago disse...

mnemosyne
Basta estar atento?
Um outro.

Mário Henrique disse...

A ideia do relógio amarelo foi bestial. :-)

Só o muito afecto aguentaria uma cadela "atada a trela à perna de uma cadeira da última fila".

Abraço.

Luís disse...

Ser parteiro é ser a testemunha primeira do mais precioso milagre.

Deixaste-me completamente preso ao desenrolar dos eventos.

daniel sant'iago disse...

mário henrique
Não foi minha a ideia... Mais uma deles a que não fui capaz de resistir!
Só havia uma condição: que não houvesse qualquer perturbação nas aulas.
O relógio amarelo veio na publicidade dada pelo veterinário...
Outro.

luís
E foi isso mesmo... Como se o cachorro fosse fruto de uma relação de amor...
Ainda bem que te divertiste...
Um abraço.

Maria P. disse...

Grata pelas visitas simpáticas à Casa de Maio!

Um beijo.

daniel sant'iago disse...

maria p.
Regressarei...
Outro.

al-jib disse...

tu acreditaste

e eu

acredito



um beijo!

Paula disse...

E fizeste-nos acreditar!... Acredita! :-)

APC disse...

Eu! :-*

daniel sant'iago disse...

al-gib e apc=paula
Acreditar...
Óptimo tema para um post...
Beijos.