sábado, 12 de maio de 2007

baga_telas


"david" (pormenor)
miguel ângelo

O olhar fulmina um alvo no horizonte.
Cercam-no olheiras fundas e vincadas.
Narinas dilatadas fremem vendavais.
Lábios grossos em rosto gelado.

Os cabelos rolam revoltos.
A fronte avoluma-se.
Os dentes cerram-se.
A ira urra.

Era um pedregulho.
Bruto e tosco.

Daniel Sant'Iago

20 comentários:

O'Sanji disse...

Esta série de "baga_telas" é, antes, uma série de "mega_telas".
Brilhante!
Beijo

princesa disse...

*
Daniel
olhar sensível de mega_poeta!

tal como ele, tens arte!

................. mega_telas!

+um

ContorNUS disse...

...que agora toma forma, no enlevo das tuas palavras cumplices de sentir ;)

Maria P. disse...

Simplesmente a aparência...

Beijinho.

Entre linhas disse...

Olhar sensível,tudo parece bruto,mas não passa de uma simples apsarência.
Bom fim de semana
Bjs Zita

daniel sant'iago disse...

o'sanji
São telas de Grandes!
Mas "bagatelas" porque coisas a que tenho dado pouca importância... apesar de pequenas.
As pequenas coisas com que lidamos todos os dias... e tão importantes!

princesa
A sensibilidade do olhar... sim!

contornus
Cumplicidade com Miguel Ângelo... e com o Rei David e a sua história.

maria p.
É... o que me parece, sim!

entre linhas
Olá, Zita! Não consegui entrar no teu blogue...
E formos capazes de ler...
Esta a minha leitura... que partilho.

mari crrrrruuuu... disse...

Concordo... Muitas vezes os pedregulhos mais difíceis de gretar revelam-se os mais frágeis...

Bjinho*

APC disse...

Homens de pedra...!
...!
!... "É desumano ser-se tão frio!"

(Uma frase que ouvi no filme The Prestige e que não me largou).

Um beijo, menos apolíneo.

daniel sant'iago disse...

mari...
E que fragilidade...

apc
Só os... de pedra mesmo!
Mas a frieza não vem da pedra, pois não?

Sarracenia purpurea disse...

"Era um pedregulho, Bruto e tosco..." Cheio de dor e beleza contida. Adorei,
beijos***Bom resto de domigo :)

Poemas e Cotidiano disse...

Que poesia PERFEITA!
Um beijo
MARY

daniel sant'iago disse...

sarracenia...
"Cheio de dor e beleza contida."
Tal e qual!

mary
Dou-to... neste Dia da (tua/vossa) Mãe!
Deste lado do (nosso) mundo.

APC disse...

A frieza vem. Ponto.
A empedernir tudo.

. . .

PS - Depois de amanhã intitulo algo com uma dicotomia que só tu sabes apanhar à primeira, aposto eu! :-)

douglas D. disse...

a cada palavra,
imagens arrancadas
de lugar algum
inventando um mundo,
outro
abraçado à leveza,
poesia.

as velas ardem ate ao fim disse...

Pelo menos demonstrava o que era.

bjos

daniel sant'iago disse...

apc
... p(r)onto!
Não apostes... que perdes!
Um "camuflado" atento. Ponto.

douglas d.
Bem-vindo... do Brasil!
Perdi-me por tantos blogues...
Preciso de tempo para reler.

vela
Limpo... sem sombras! Sim!

APC disse...

Apostas que perco? Vais perder!

daniel sant'iago disse...

apc
Nunca perdi... porque nunca apostei!
Perderia se.

APC disse...

Também ganharias se.

daniel sant'iago disse...

apc
Sim...
Escolhas! Mas também arrisco...

Não apostar é ter a certeza de que não perco! Apostar é ter a certeza de que corro riscos!

As escolhas... caso a caso.
As excepções... à regra geral.