quarta-feira, 2 de maio de 2007

esta noite



esta noite
encharcou-se em água doce

nesta noite
derramou-se sumo agridoce

esta noite
ensopou-nos as roupas de chuva

nesta noite
desatou-se o atilho ao atado

esta noite
esgotou-se numa madrugada nua

esta noite
não adormeceu nem acordou

Daniel Sant'Iago

26 comentários:

Maria P. disse...

Foi lágrima?

Bjo.

Poemas e Cotidiano disse...

Daniel querido: Bom dia!
Sempre quando venho a um Blog, primeiro de tudo olho na fotografia, antes de ler o escrito.
E fico a pensar como os pensamentos sao diferentes no ser humano, olhando uma foto.
Ai eu leio...e concluo que somos todos seres diferentes (nenhuma novidade). Essa "comunhao" de foto com poema, eh algo tao intimista!
Muito lindo o seu!
Bjs
MARY

Unknown disse...

maria p.
Por aqui... a lágrima salga!

mary
De Dali... "Vestiges after the Rain".
Pois é!
E também aí... a partilha para leituras diferentes.

un dress disse...

esta

noite

o tempo

pa.rou.



:)

as velas ardem ate ao fim disse...

esta noite
chorei

bjos

Anónimo disse...

*

... gosto de ti P O R R A.
nesta, esta e sempre!


_AMI_NONA_

Anónimo disse...

Há noites assim. Molhadas de doçura.
Beijo

vida de vidro disse...

Um poema de diversas leituras, no rasto de uma noite molhada. De chuva... :)**

CC disse...

Era de noite. Na luz de nós.

Abraço.

Luís disse...

Então foi uma noite de pura magia...

Anónimo disse...

*
... chamar a isto Avô atado?
quando seu netou encolou numa noite encharcada, onde na nua madrugada sem acordar adormeceu!?

Parabém "Mateus"... meu neto não terá um avô assim!

+ um Daniel

Terra disse...

Esta tarde trago-te um abraço, quente de um país ao lume.
Pior é se o caldo se entorna. Veremos...

Anónimo disse...

"Languidez

Fecho as pálpebras roxas, quase pretas,
Que poisam sobre duas violetas,
Asas leves cansadas de voar...

E a minha boca tem uns beijos mudos...
E as minhas mãos, uns pálidos veludos,
Traçam gestos de sonho pelo ar...

(Florbela Espanca)"

... gosto dela e, também de ti Daniel

Unknown disse...

un dress
Parou... molhado!

vela
Também molham... as lágrimas. E salgam...

_ami_nona_
Pimenta na língua... sempre.

o'sanji
Pois há... tantas!

vida...
Todas as leituras... as tuas!

confúcio...
Bem-vindo!
Foi dia... durante... toda a noite!

luís
Uma noite... de sol!

princesa
Baralhas-me com os enigmas...
Se pessoais... comentários por e-mail. Obrigado.

phwo
Borrasca? Tempestade?
Que tal... chuva na fervura?

bravo
À "brava"!

Sarracenia purpurea disse...

Hmm, a noite traz sempre surpresas, maravilhas ou desavenças...poema maravilhoso, beijinhos***

Anónimo disse...

nessa noite outro ciclo fechou!
beijos

LEE disse...

Dan

depois do colo...a noite....

beijos della em fuser

(esse mês volto ao Esquina por ti.)

Anónimo disse...

.

NOTA: As referências tidas como pessoais, qualquer semelhança com a realidade é pura coincidência.

Enigmática a minha leitura, sim... talvez. Não querendo ser abusiva, fui criativa.
Se minha... essa leitura, será pessoal -claro-.

Daniel, não poderia deixar de te dizer isto!

Desculpa.

Sem mais comentários!

Con_certo?

Unknown disse...

sarracenia...
Pois traz...

dani'
Bem-vinda/o!
Outras noites... outros ciclos.

fuser
Coincidência...
Lá irei.

princesa
Dito. Sem mais...

Zedlav disse...

Daniel

O que fazer quando um anónimo insiste em aborrecer-nos?
Ignorar?
Desprezá-lo?
Um abraço
zedlav

Unknown disse...

zedlav
Se eu soubesse...
Queres ler o meu "con_certo" no "sidebar" do "Brinco..."?

Lia disse...

Apenas esta noite???

*beijinho*

Unknown disse...

borboleta
Sim... só naquela!

APC disse...

Uma noite perdida... Nem acontecendo, nem acontecida. Em claro. Num claro escuro; escuro de noite, cinza de triste, transparente de choro.

Micas disse...

Uma noite à luz de um sol aberto...

Unknown disse...

apc
Uma noite... uma!

micas
Foi...