segunda-feira, 14 de maio de 2007

saudades


"in contempt of our love"
leo evans


corroído pelas saudades
magoei-me com sorrisos
nos espinhos de aromas

coexistência de inconciliáveis

prazer no sofrimento
passado e futuro
nós num corpo
povo a sós

antónimos de iguais
opostos de sinónimos


Daniel Sant'Iago

26 comentários:

Anónimo disse...

As saudades e os seus sentires imensos ...

Unknown disse...

secreta
... e tão contrários!

Luís disse...

A saudade desenhou-se a letras unidas em palavras compostas por ti escrevedor de sentimentos.

Unknown disse...

luís
Um sentimento tão contraditório... numa desunião tão unida!

lisa disse...

A saudade dói...muito...

Beijo.

Unknown disse...

lisa
Se dói...
Mas não deixamos de as procurar por prazer de, pelo menos, lembrar quem.

Luís disse...

Em resposta à pergunta que deixaste no meu espaço: ainda não.

Não me parece que seja fácil fazê-lo e há que deixar a pena amadurecer...

Unknown disse...

luís
Sim... não será fácil!
Mas a pena amadurece com os livros publicados.
Um abraço.

APC disse...

Gostei da ideia de um povo num corpo!...

Saudade de tudo o que de igual os diferentes unia... É assim, é! :-)

Beijo & outro! :-P

hfm disse...

Daniel, no meu Alicerces está lá algo para si.

Unknown disse...

apc
É... é... assim!

hfm
Logo eu...

Luís Galego disse...

magoei-me com sorrisos...

lindo o poema, definitavamente és um homem das palavras...

LEE disse...

adorei o final!

E é chegado o momento do Encontros da Terra Brasilis

beijos

fuser

Anónimo disse...

A saudade delicera o coração, amor não doado corroi as entranhas...Meu beijito

Anónimo disse...

*
Daniel
. dizes bem: "antónimos de iguais
opostos de sinónimos"!

.conciliáveis existências...
.moldados nos aromas dos sorrisos... e carícias doadas!
.presenças maduras partilhadamente em amor sem dor!...

é assim que te leio, minha saudade!

+ um

Unknown disse...

luís g...
Há sorrisos que magoam... não é uma verdade?

fuser
Um encontro de desencontros...

collybry
... e o mais estranho é que não deixamos de ter saudades nem de amar apesar de.

princesa
O lado bonito...

Anónimo disse...

.

* presente do passado!.............
* s.audade, s.eparação!............
"sinónimos iguais"................
* os "eses" da união!..............
"antónimos opostos"..............
* eis... a abstração!..............
"o povo a sós, nós num corpo"....
* mão na mão!......................

com admiração pelo poeta de corpo inteiro, Daniel!

_AMI_NONA_

Unknown disse...

_ami_nona_
Embaraçado...

Anónimo disse...

somando letras...

s(a+u+d+a+d+e)
s(e+p+a+r+a+ç+ã+o)

formula química?

p(resente)do p(assado)
p(passado)do p(presente)

união "nós num corpo, povo a sós"

Belissimo poema, Daniel

com bravura, abraço de um corpo.
da Brava

Unknown disse...

bravo/a
Pois...
Assim...
Sem mais...

Carla disse...

e quedo-me com saudades...
beijos

Unknown disse...

nadir
Bom rever-te...

Fernando Palma disse...

Gosto muito de paradoxos bem colocados. Contradiçõess sinceras.
Seu blog é bom. "brinco de palavras" lembra-me Manuel de Barros.

Até mais!

Unknown disse...

fernando palma
Bem-vindo... e de longe!
A vida... bem vivida... está cheia de contradições.
Vou conhecer "Manuel de Barros"...
Obrigado!
Até...

lena disse...

Daniel, meu amigo

saudade tantas de sinónimos e antónimos todos iguais.saudades do dia e da noite, das capas pretas, das folhas rasgadas, das marés, da fonte que chora...

saudades doutro rosto!


um terno abraço, meu amigo

beijinhos para ti

lena

Unknown disse...

lena
Saudades... de ser(mos)!