segunda-feira, 22 de janeiro de 2007

voz passiva


"wild horses" de suzannah sinclair

quando

sob os cravos dos teus olhos
soar o nada do meu silêncio
saborearás o meu mundo

mudo
imóvel

passivo

daniel

37 comentários:

Isabel disse...

A forma mais sulime de saborear...
a única creio de saborear de saborear um mundo que não o nosso... silênciosamente mergulharando no nada...

Isabel

.*.Magia.*. disse...

O silêncio é de quem o faz seu...
É a cumplicidade que traduz o silêncio do outro...!

Beijo mágico

Tejina disse...

É mágico quando conseguimos partilhar o silêncio do outro sem que se torne demasiado ruidoso para nós... e o contrário também... porque é assim, também no silêncio, que se consegue amar verdadeiramente...

[desculpa .*.magia.*. por me ter inspirado no teu "nick"]

Poemas e Cotidiano disse...

Quantas coisas os olhos podem dizer, sem ao mesmo um som... quantas coisas podemos ler no mundo da iris do outro, como um livro totalmente desconhecido.
Maravilhoso meu amigo! Voce tem o poder de escrever em poucas palavras, MUITO!
Beijos
MARY

as velas ardem ate ao fim disse...

Adorei como sempre.

O meu mundo
mudo
inconstante,
mutável
sufoca me.

bjos da Vela.

(amei o livro)

Estranha pessoa esta disse...

Imobilidade que Destrói

além mar... disse...

...quanta coisa diz o silêncio...

O'Sanji disse...

Há silêncios necessários... mas são tão pesados!
Beijo

daniel sant'iago disse...

isabel
A única... para ti.

daniel sant'iago disse...

.*magia*.
Um diálogo... de silêncios?

daniel sant'iago disse...

tejina
Como o silêncio pode ser... também... ruidoso!

daniel sant'iago disse...

poemas e cotidiano / MARY
As íris são eloquentes...

daniel sant'iago disse...

as velas ardem...
Sim... também sufoca!
Sabe bem ler que amaste...

daniel sant'iago disse...

estranha...
Pois...

daniel sant'iago disse...

além mar
Tanta...

daniel sant'iago disse...

o'sanji
Pois há...
Pois são...

ana lauar disse...

Leio-te!
Leio-te no silêncio...
Onde as palavras, não são frias,
Nem imperfeitas, muito menos vazias...
Leio-te...
muda
imóvel
passiva

:)

Beijos meus Daniel, agora que as saudades estão mortas.

daniel sant'iago disse...

ana luar
Lidos...

Miudaaa disse...

texteiro preferido da miudaaa, quero-te dizer que mesmo que não tires a mão dos teus olhos eu leio-os e fico muda, imóvel mas não passiva.

um beijo de quem adouuura TU!!!

Miudaaa disse...

olhaaa para mim... agora, vou-te tirar uma fotografia e vais ver que nao fica tremida... ao som de que musica queres???

hfm disse...

aparentemente estático mas tão profundo!

daniel sant'iago disse...

miudaaa
Pareces mesmo uma miúda...
Cuidado com os "papões" da Net!
AhAhAhAhAh!

daniel sant'iago disse...

hfm
Só aparente... claro!

Ela disse...

O grito surdo do silêncio.
Do teu.

Belo poema.


Abraço

Miudaaa disse...

Não percebi.
A sério que não percebi, mas não quis ficar muda.
miudaaa

daniel sant'iago disse...

ela
Bem-vinda!
A (tua) síntese!

daniel sant'iago disse...

miudaaa
A ver se me explico...
O teu "nick" tem um discurso perfeitamente adaptado. Como se fosse escrito por uma criança...
No entanto e por isso mesmo, revelas-te uma "miudaaa" inteligente e dominando a linguagem infantil de um modo "adulto"!
E... à tua brincadeira comigo... não resisti a judiar-te... recordando o cuidado que as "crianças" devem ter com os "papões" (fantasmas) com que os mais velhos atemorizam os miúdos...
Como sempre... brinco mas sem querer aleijar (-te)!
Fiz-me entender?
Acho que sim... porque não és nada "miudaaa"!.
Beijo?

Miudaaa disse...

BEIJOOO... BEIJOOO... BEIJOOO... BEIJOO... BEIJOOO... BEIJOOO... BEIJO...
Posso FoTografar??? Sem aleijar, sem tremer...???

daniel sant'iago disse...

miudaaa
Claro!
Podes... sempre!

Mel disse...

"quando
sob os cravos dos teus olhos
soar o nada do meu silêncio
saborearás o meu mundo

mudo
imóvel
passivo"

E nesse intante, sentirás cravada
agulhada, caruma.
Espuma ...

Escorrendo
em vale aberto, profundo
sobre
o silêncio do teu Mundo.

No toque
entre a vogal e a consoante.Silenciadas...
Caladas.
Que,
em cordas de harpas
soarão melodias harmónicas.
Em notas. Pautadas...
Tecidas no
milenar segundo.
Atómico
fragmentado
em
equilibrio
da forma desordenada.

***
Daniel. Gosto de brincar com as palavras ... E decidi continuar-te!

Bjs d(a)e Mel

maria josé quintela disse...

o teu silêncio (tudo) - mundo cheio de palavras!
beijo.

daniel sant'iago disse...

mel
E decidiste(-me)... muito bem!

daniel sant'iago disse...

maria j quintela
... em diálogo.

ailéh disse...

existem silêncios que sao despertares...

daniel sant'iago disse...

ailéh
Quer no teu Sul como no meu Oeste...

Poemas e Cotidiano disse...

Atraves do silencio, saboreamos tantas coisas...meu amigo Daniel.
Que lindo verso...
mudo
imovel
passivo...

Beijos
MARY

daniel sant'iago disse...

Deste outro lado do mundo, Mary,
... que sabor... que sabor!