sexta-feira, 19 de maio de 2006

monólogo dois


louis runemberg, "venus fauve"

fome e sede sem medida a atracção pelo abismo
a paixão

fome e sede saciadas sem sinal doutra promessa
o amor

momento em fuga que se rende à memória
a saudade

consome-me a saudade da sede e da fome

daniel

6 comentários:

lisa disse...

Paixão é sentimento confuso de obsessiva afeição intensa.
Amor é o desejo que atinjiu a sabedoria.
Saudade é sentir que existe quando não existe mais.

Adorei o texto.

Beijo.

daniel sant'iago disse...

Como somos úteis aos sentimentos... ainda que só por palavras!
Beijo.
daniel

ailéh disse...

fiquei sem ar? posso?
este é pra celebrar com aquele silêncio que tu sabes...

beijo

daniel sant'iago disse...

Só conheço o silêncio que vale sempre a pena: a interioridade.
Não sei se podes sem eu saber o que queres...
Respira fundo para que o ar retorne.
daniel

*Belynha* disse...

Também há o reverso da medalha: os que se consomem por terem fome e sede em excesso...

daniel sant'iago disse...

"Belynha"
Pois há... Se há!
Beijo.
daniel