sábado, 17 de junho de 2006

o cão e as curvas à chuva


autor desconhecido

ontem sentia-me fome de cão rafeiro
bastava-me um osso em curva de lama

que anúncio foi a tua chegada
troaste faiscaste inundaste
trovões e raios e coriscos
cortinas de água opaca
sob trovoadas de luz
ó chuva

ensopada a alma
bramaste
escuta cão rafeiro
só vim lavar as curvas do monte
para que o sol nasça mesmo molhado

o sol renasceu
pressinto-o na luz do dia
embora encharcado e sumido
passeia-se
em boa hora por aí
pelas curvas sulcadas pela chuva
e enxugando as vidraças chorosas

daniel

24 comentários:

Anónimo disse...

E viva a esperança...
Ontem, mares de água
Hoje, oceanos de ternura
Parabéns...

daniel sant'iago disse...

"anónimo", bom dia!
Obrigado.
A vida tem momentos destes e, por trás, há sempre alguém...

daniel

O'Sanji disse...

Lobos, cães...
Chegarás aos elefantes?
;-)
Bj com forte nortada

daniel sant'iago disse...

"o'sanji", bom dia molhado!
Não chegarei a animais que são teus...
Mas sempre te digo que há um elefante que quis ser verde... Eu l(v)i-o e gostei logo dele!

Beijos como o texto de hoje.
daniel

Zebigleb disse...

Que de belles nouveautés dans ton blog !
Toujours un plaisir de venir te (re)voir

Bom Dia !!

daniel sant'iago disse...

Et si tu pouvais "photographier" les mots portugais... tes photos seraint le plein pla(lo)isir !
Commences et tu verras!

daniel

firmina12 disse...

um osso não é repasto de cão rafeiro

palmira8 disse...

ainda não foste ao:
monologosperigosos.blogspot.com

Salto Angel disse...

Parabéns pelo Poema ;-)

Abraço.

an ordinary girl disse...

e é tão bonito, o sol mohado, nao achas?

Claudia disse...

Somente o sol importa, mesmo quando chove, é tao lindo o arco iris.
beijito

Anarquista Duval disse...

Ensopaste-me a alma com a prosa.

scorpius disse...

Bem escrito como é costume.

A chuva veio por bem e mesmo se parece, não pode fazer desaparecer o sol que está sempre lá acima das nuvens dos nossos ohos.

Bj

:)

Miudaaa disse...

O sol e a chuva... conseguem espreitar em todas as vidraças... e conseguem-nos fazer juntos e ao mesmo tempo...fazendo longos passeios e olhando-nos se não tivermos as cortinas corridas.
Gostei.
Bjs de Booom Domingo

daniel sant'iago disse...

"firmina12"
Não pode um cão rafeiro ansiar por um osso?
Mesmo sem raspas... só para afiar o dente?

daniel sant'iago disse...

"palmira8"
Não, não fui...
Tentei, agora, mas a mensagem é "Page not found!".
Serei eu ou será a página?

daniel

daniel sant'iago disse...

"salto angel"
Obrigado!
Poema ou prosa ou prosa poética ou poema prosaico...
Seja o que quiseres... Para mim é texto e eu texteiro.

Um abraço.
daniel

daniel sant'iago disse...

"just..." you!
Tens toda a razão. Reparei que é mais brilhante...

Outro.
daniel

daniel sant'iago disse...

"claudia"
É mesmo! Neste momento, não me lembro de algo feio na Natureza não humana...

Outro.
daniel

daniel sant'iago disse...

"anarquista duval"
Ensopei? Aproveita a água do texto.

Um abraço.
daniel

daniel sant'iago disse...

"nome"
Obrigado!
Também e tão bem me parece...
Mas faz bem lembrar!

Outro.
daniel

daniel sant'iago disse...

"miudaaa"!
Pois... as cortinas cerradas.
Por vezes, não se vêem as evidências...

Obrigado. Também para ti...
daniel

della-porther disse...

Aqui ..voltei..e adorei
"e as curvas à chuva"....
Muito bom vim aqui...

Bjs

daniel sant'iago disse...

Obrigado, "della-porther"!
Regressa quando quiseres e puderes.
Muito bom ver-te aqui.

daniel