sábado, 1 de abril de 2006

elevador do carmo


eléctrico, in FotoDigital 13

sentaste-te
mesmo à minha frente num elevador
do carmo sorrias leve a mente sem
esforço a olhares por dentro

cruzaste
o brilho verde...

perguntaste

ao porquê do meu sorriso...

desapareceste

por entre os carros...

renasci para um novo sorriso
enlevado sentido sem resposta
nem dor definitiva


(Este texto encontra-se publicado...

... no meu livro)

1 comentário:

Anónimo disse...

... este é o da glória.
O outro, vertical, que desemboca lá em cima, nas ruínas do convento, é o de sta. justa.
ora
podes bem manter o título mas se t'apetecer mudar e se não vai contra a tua poética do momento, aqui tens a informação.